Notícias

Tomás Bessa bisa em Palmares para o PT Tour

Finalmente, na jornada decisiva, jogada debaixo de condições inclementes, marcou 72 (Par) para somar 204 (-12) e ganhar com a vantagem mínima sobre George Bloor (67-69-69).

Olly Huggins, o vice-líder na véspera, fechou com 72 para partilhar o terceiro lugar com Jonathan Thomson (68-69-69), ambos com 206 (-10).

“Foi uma volta muito difícil, comecei de forma atabalhoada, com quatro acima do par após cinco buracos, mas estou muito orgulhoso pela forma como batalhei para reentrar no jogo e no torneio”, disse Bessa, cuja primeira vitória na presente época tinha sido obtida em dezembro no Palmares Open II.

“Mantive-me paciente, esperei que os bons shots aparecessem, porque as condições estavam muito difíceis, com ventos fortíssimos – a bola quase se movimentava sozinha nos greens. Felizmente consegui executar um grande chip no 18 para fazer birdie e ganhar.”

Por parte do contingente nacional, notável foi também a exibição de hoje de Ricardo Santos, que, com 69 (-3), registou o segundo melhor resultado do dia, tendo sido um dos apenas quatro jogadores que entregaram cartões na casa das 60. O português que este ano compete no DP World Tour totalizou 212 (-4) e partilhou o oitavo lugar com o seu irmão Hugo (67-69-76).

A melhor volta do dia foi obtida por Taylor Paul, com 68 (-4), o que lhe valeu o décimo lugar.

Vitor Lopes foi 20.º, com 218 (73-75-70), +2; e João Pinto Basto Jr. terminou em 36.º, com 225 (72-77-76), +9.

O Palmares Open III é o primeiro torneio do Swing 3 do PT Tour. Segue-se o Palmares IV, entre 20 e 22.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 17 de janeiro de 2023

Fotografia © Berto Granja / PT Tour