Skip to main content
Inês Belchior acaba o European Young Masters no 4.º lugar

Inês Belchior acaba o European Young Masters no 4.º lugar

Inês Belchior concluiu o European Young Masters no 4.º lugar, conseguido assim, no Linna Golf (Par 72), Finlândia, a melhor classificação individual de sempre entre atletas nacionais femininas, neste Campeonato da Europa de sub-16, sob a égide da EGA (European Golf Association).

Com duas primeiras voltas de 72-69, para um total de 141 (-3), a representante da seleção nacional partiu para a terceira e última a liderar com três pancadas de vantagem sobre um trio composto pela inglesa Maggie Whitehead (72-72), a islandesa Perla Sol Sigurbrandsdottir (72-72) e a alemã Marie-Agnes Fischer (69-75).
Nesta jornada decisiva, alternando três birdies com três bogeys, a portuguesa manteve o comando ao longo de quase todo o dia, antes de se deixar ultrapassar por Perla Sol – a campeã – com um duplo bogey no penúltimo buraco (Par 4). A portuguesa encerrou a volta com Par no 18, para um ‘score’ de 74 (+2), face às 70 (-2) da islandesa.

Inês Belchior, a checa Kristina Lebova (75-72-68) e a espanhola Anna Cañado (75-70-70) partilharam o mesmo resultado com 215 (-1), à diferença mínima de Perla Sol Sigurbrandsdottir, que venceu com 214 (-2). Quer embora as 3 jogadoras – Inês Belchior, Kristina Lebova e Anna Cañado – tenham terminado com o mesmo score (215), o critério de desempate aplicado fez com que a jogadora nacional concluísse a sua participação no European Young Masters num óptimo 4.º lugar.

Francisca Rocha foi o segundo elemento da seleção nacional na prova feminina (que contou com 57 participantes), tendo terminado em 44.ª, com 243 (83-79-81), +27.

Na prova masculina, com 60 participantes, Portugal – sob a orientação do treinador nacional Nelson Ribeiro – contou com Rodrigo Santos, que terminou em 31.º, com 228 (78-74-76+12); e com Diogo Rocha, em 47.º com 239 (81-79-79), +23.

O vencedor foi o neerlandês Denny Koeth, que, com voltas de 70-68-70, perfez somente 208 (-8). O irlandês Jack Murphy (68-74-68) e o espanhol Jorge Hao (69-71-70) foram vice-campeões com 210 (-6).

Na Nations Cup, contando para o resultado diário coletivo os três melhores ‘scores’ de cada quarteto misto, e com 29 nações presentes, Portugal desceu um lugar para 15.º. Averbou 682 pancadas (231-222-229), 34 acima do Par.

A Chéquia (216-211-212 foi a grande vencedora, depois de ter terminado empatada com Espanha (213-214-212) no primeiro lugar aos 54 buracos, ambas com 639 (-9). No desempate, prevaleceu para a primeira o mais baixo total de pancadas entre as voltas que ficaram de fora em cada um dos três dias.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 23 de julho de 2022 (atualizado a 27 de julho de 2022)

Fotografia © Filipe Guerra / Federação Portuguesa de Golfe

A Federação Portuguesa de Golfe é uma pessoa coletiva de direito privado e de utilidade pública, fundada em 20 de Outubro de 1949, constituída sob a forma associativa e sem fins lucrativos.

Morada

Rua Santa Teresa do Menino Jesus Nº6, 17º andar Miraflores 1495-048 Algés Portugal

Email
Telefone Sede

(chamada p/ a rede fixa nacional)

Redes Sociais

© 2023 Federação Portuguesa de Golfe. Todos os direitos reservados