Skip to main content
Hugo Espírito Santo vence Open de Portugal de Pitch & Putt

Hugo Espírito Santo vence Open de Portugal de Pitch & Putt

Hugo Espírito Santo venceu pela quarta vez o Open de Portugal de Pitch & Putt, que decorreu em três voltas no Citygolf, em Matosinhos, com 53 participantes. O campeão nacional da variante, da Quinta das Lágrimas, fez uma excelente última volta para ganhar com cinco de vantagem sobre o jovem vice-campeão Pedro Aires.

Depois de ter feito 55 (+1) e 56 (+2) pancadas nas duas primeiras voltas, Espírito Santo baixou para as 49 (-5) na terceira e última, a melhor marca da semana, a permitir-lhe ser o único jogador com um agregado abaixo do par aos 54 buracos regulamentares, com 160 (-2).
Pedro Aires, do anfitrião Citynorte, foi segundo com 165 (+3) e o único a fechar com duas voltas abaixo do Par 54, com 53 (-1) e 52 (-2). Tinha feito 60 (+6) na abertura.

Pedro Aires foi vice-campeão com o mesmo total de pancadas de Diogo Marques Lopes, que neste domingo fez a segunda melhor marca do dia com 50 (-4). No desempate pelo vice-campeonato, prevaleceram os melhores últimos 36 buracos do primeiro.

Hugo Espírito Santo tinha partido para os últimos 18 buracos empatado no segundo lugar com o seu companheiro de clube António Tendeiro, ambos com 111 (+3), a dois ‘shots’ do líder aos 18 e aos 36 buracos, que foi Gonçalo Rodrigues, do Citynorte.

“Gongas” começou com um 51 (-3), fez 58 (+4) no segundo dia para se manter na frente com 109 (+1) e finalizou com 62 (+8) para cair para o oitavo lugar, com 171 (+9).

Foi uma batalha muito dura desde sexta feira até hoje, com o ‘Gongas’ a dominar os dois primeiros dias de prova”, disse Hugo Espírito Santo. “O campo estava em perfeitas condições, com um grau de dificuldade muito elevado devido à velocidade dos greens e à sua recetividade.”

“Hoje comecei os primeiros 9 buracos a falhar putts incríveis para birdie, mas não baixei a cabeça”, acrescentou. “Comecei a atacar as bandeiras e os putts começaram a entrar. A estratégia foi bem delineada e consegui concretizá-la. A luta foi até ao último buraco, apesar de levar duas de vantagem para o Antonio Tendeiro a faltar dois buracos. Parabéns ao Citygolf pela excelente organização, a todos os presentes e aos meus companheiros do Clube de Golfe – Quinta das Lágrimas.”

Espírito Santo terminou a prova com nota alta no 18.º buraco, com um shot que ficou a centímetros do buraco e só por pouco não deu hole-in-one.

António Tendeiro, também da Quinta das Lágrimas, foi quarto na geral com 166 (57-54-55), e recebeu o prémio de primeiro Sénior.

Pedro Franco Dias (Associação de Seniores de Portugal) completou o top-5 com 168 (56-56-56) e recebeu o prémio de melhor Mid-Amateur.

Maria Goreti Dähler (Cantenhede) foi a premiada em Senhoras, com 189 (+27), entre três participantes nesta categoria.

O prémio Júnior seria para Pedro Aires, mas, como este recebeu o troféu de vice-campeão e o regulamento não contemplava prémio acumulados, ficou com Diogo Marques Lopes, o terceiro da geral.

Este Open de Portugal de Pitch & Putt teve organização do clube anfitrião do Citynorte, com apoio técnico e financeiro da FPG.

O próximo torneio de relevo na variante é o Internacional de Cantanhede, dentro de duas semanas, com organização do Clube de Golfe de Cantanhede.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 29 de maio de 2022

Fotografia © Federação Portuguesa de Golfe

A Federação Portuguesa de Golfe é uma pessoa coletiva de direito privado e de utilidade pública, fundada em 20 de Outubro de 1949, constituída sob a forma associativa e sem fins lucrativos.

Morada

Rua Santa Teresa do Menino Jesus Nº6, 17º andar Miraflores 1495-048 Algés Portugal

Email
Telefone Sede

(chamada p/ a rede fixa nacional)

Redes Sociais

© 2023 Federação Portuguesa de Golfe. Todos os direitos reservados