Notícias

Vítor Lopes em 23º na estreia em 2022 no Challenge Tour

Este último, que tem estado em superior momento de forma, com vitórias no 3º Torneio do Circuito FPG e no Amarante Golf Open, aproveitou muito bem a oportunidade, passando o “cut” na 13ª posição, com voltas iniciais de 67 e 69. No fim-de-semana o seu rendimento baixou um pouco, fazendo PAR do campo ontem e hoje, mas mesmo assim garantiu uma posição no “top 25”, mais concretamente no 23º lugar, com um agregado de 278 (-6).

Quanto a Tomás Melo Gouveia, o outro luso a passar o “cut”, encerrou a sua participação na prova checa com um cartão de 72 pancadas (+1), numa volta que incluiu um “eagle” – no buraco 9, de PAR 5 -, dois “birdies” (nos buracos 6 e 10), um “bogey” (no 3) e dois “duplos-bogeys” (5 e 14).

Curiosamente, os resultados de Tomás Melo Gouveia durante as duas derradeiras voltas também se traduziram em “Even PAR”, com um 70 (-1) no dia de ontem. O resultado final de 281 pancadas (68+71+70+72, -3) valeu-lhe integrar o lote dos 36ºs classificados.

A prova foi ganha pelo dinamarquês Martin Simonsen, que liderou a prova de princípio a fim. Fez 264 pancadas (64+65+68+67, -20), menos quatro do que o inglês Marco Penge e menos sete do que o sueco Jens Dantorp. O triunfo valeu ao dinamarquês um cheque de 41.600 euros e a subia de 24 lugares no Ranking do Challenge Tour, até à terceira posição.

O próximo torneio do Challenge Tour é o “Blot Open de Bretagne”, que se realiza na próxima semana no Golf Blue Green de Piéneuf, em França.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 19 de junho de 2022

Fotografia © Vítor Lopes