Notícias

U.S. Amateur Championship – Estreia histórica para “Dani”

Desde Ricardo Melo Gouveia na edição de 2013, no The Country Club, em Brookline, Massachusetts, que nenhum português entrava naquele que é um dos dois ‘majors’ do golfe mundial para amadores, a par do The (British) Amateur Championship.

“Dani”, de 17 anos, conseguiu a qualificação para o U.S. Amateur na Categoria do Ranking Mundial Amador, que habitualmente é dirigida ao top-50, mas que este ano foi alargada ao top-225. O atleta do Club de Golf de Miramar era 57.º da tabela na data estabelecida de 24 de junho.

“Quando recebi a notícia, foi um bocado um explodir de emoções! Senti-me realizado e orgulhoso por representar o meu país, o meu clube, a minha família e todos aqueles que fazem com que eu me torne num melhor jogador todos os dias, naquele que é, para mim, o torneio amador mais importante do mundo”, disse, na ocasião, à Tee Times Golf.

Os 264 jogadores em competição jogam as duas voltas da fase de stroke play (por pancadas) em cada um daqueles campos que integram o Bandon Dunes Golf Resort, apurando-se os 64 primeiros para a fase de match play (por eliminatórias).

“Dani” – que atualmente é 52.º no ranking mundial, e que depois do torneio segue para o seu primeiro ano na Universidade Texas A&M – joga a primeira fase num grupo com os norte-americanos Thomas Johnson (350.º mundial) e Bryce Lewis (532.º).

Na segunda-feira, cabe-lhes Bandon Dunes, a partir das 10h07 (18h07 em Portugal Continental); na terça-feira, Bandon Trails, pelas 14h20 (22h20).

Em prova estarão o campeão e o vice-campeão de 2019 (disputado no Pinehurst Resort, Carolina do Norte), respetivamente, os americanos Andy Ogletree e John Augenstein. Nenhum jogador consegue defender o título desde que Tiger Woods venceu três vezes seguidas entre 1994 e 1996.

Dada a ausência dos três primeiros do ranking mundial (o japonês Takumi Kanaya, o norte-americano Ricky Castillo e Chun An Yu, de Taiwan), o participante mais bem cotado na tabela é o norte-americano Davis Thompson (n.º 4).

Entre os concorrentes, há dois de apenas 16 anos, que são os mais novos – os americanos Luke Potter e Jackson Van Paris. O mais velho é Dave Ryan, de 66 anos. A média de idade dos 264 jogadores é de 23.16.

Devido à pandemia, a prova irá realizar-se sem espetadores. Outra implicação da covid-19 foi a redução do field original de 312 jogadores para 264, o que permite saídas únicas do tee do buraco 1 em cada campo, em vez de saídas simultâneas do 1 e do 10.

Ricardo Melo Gouveia, hoje profissional, é o detentor das duas melhores marcas portuguesas no U.S. Amateur. Em 2012, em Cherry Hills, no Colorado, chegou aos quartos-de-final. Em 2013 voltou a passar a primeira fase da competição, sendo batido na primeira eliminatória por Brandon Hagy no 19.º buraco, o primeiro do play-off.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 9 de agosto de 2020

Fotografia © Filipe Guerra / GolfTattoo / FPG