Skip to main content
Tomás Bessa Guimarães em sétimo no Alps Tour

Tomás Bessa Guimarães em sétimo no Alps Tour

|

Com um resultado final de 202 pancadas (-14), Tomás Bessa Guimarães terminou a 30ª edição do Goesser Open empatado na sétima posição, o que lhe permitiu reforçar o terceiro lugar na Ordem de Mérito deste Circuito.

A prova disputou-se no Golf Club Erzherzog Johann, em Graz, na Áustria, distribuiu 42.500€ em prémios monetários e contou com a presença de 150 jogadores, entre eles dois portugueses: Tomás Bessa e Vítor Londot Lopes.
Na primeira volta Tomás Bessa fez 67 pancadas (cinco abaixo do PAR), o que lhe valeu o 7º lugar provisório. Marcou sete “birdies” e dois “bogeys”.

Quanto a Vítor Lopes, teve igualmente uma prestação positiva na volta inicial, jogando-a em três pancadas abaixo do PAR, averbando quatro “birdies” e um “bogey”.

Na segunda volta Bessa somou mais uma pancada do que na véspera, com um “eagle” (no buraco 13, um PAR 5), três “birdies” e um “bogey”.

Já Londot Lopes esteve muito abaixo das suas possibilidades, fazendo 75 pancadas (+3), com uma volta muito irregular – quatro “birdies”, três “bogeys” e dois “duplos-bogeys”.

O “cut” foi fixado em 140 pancadas (-4), ficando Tomás Bessa entre os 48 apurados para a última volta, estando no final da segunda volta na sexta posição “ex-aqueo”, graças a um agregado de 135 pancadas (67+68, -9).

Com 144 pancadas (69+75, PAR), Vítor Londot Lopes foi eliminado, integrando o grupo dos 78ºs classificados.

Na terceira e decisiva volta, realizada hoje, Tomás Bessa Guimarães voltou a estar entre os dez melhores, desta feita novamente com uma volta de 67 pancadas (-5), tal como tinha feito na quinta-feira.

Começou muito bem, com um “birdie” no buraco 1, e terminou os “Front Nine” ainda melhor, com um “Eagle” no 9 (PAR 5). Nos “Back Nine” voltou a não perder qualquer pancada para o campo, somando mais dois “birdies”, no 13 e no 14.

As 202 pancadas averbadas (67+68+67, -14) deram-lhe a sétima posição final, empatado com o francês Romain Vallaeys, o que lhe valeu um prémio de 1.508,75€.

O vencedor foi o austríaco Marcus Brier, que terminou com 199 pancadas (67+66+66, -17), menos uma do que o trio de segundos classificados: o italiano Andrea Saracino, o norte-americano Clark Dennis e o também austríaco Lukas Lipold.

A Ordem de Mérito do Alps Tour é liderada pelo neerlandês Koen Kouwenaar, seguido do italiano Stefano Mazzoli e de Tomás Bessa Guimarães. Quanto a Vítor Londot Lopes, ocupa o 51º lugar.

A próxima competição desde circuito tem lugar em Itália, nos arredores da localidade de Como. Trata-se do “Memorial Giorgio Bordoni”, a disputar no Golf Club La Pinetina, de 25 a 27 de Maio.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 14 de maio de 2022

Fotografia © Octávio Passos / Federação Portuguesa de Golfe

A Federação Portuguesa de Golfe é uma pessoa coletiva de direito privado e de utilidade pública, fundada em 20 de Outubro de 1949, constituída sob a forma associativa e sem fins lucrativos.

Morada

Rua Santa Teresa do Menino Jesus Nº6, 17º andar Miraflores 1495-048 Algés Portugal

Email
Telefone Sede

(chamada p/ a rede fixa nacional)

Redes Sociais

© 2023 Federação Portuguesa de Golfe. Todos os direitos reservados