Skip to main content
Tomás Bessa com boa nota na despedida do Challenge Tour 2022

Tomás Bessa com boa nota na despedida do Challenge Tour 2022

|

Tomás Bessa encerrou em bom nível o English Trophy presented by Rocket Yard Sports Marketing com uma volta de 67 (-5) pancadas e uma subida de oito lugares para 35.º no Frilford Heath Golf Club (Par 72), em Abingdon, Inglaterra. Pedro Figueiredo fechou com 71 (-1) descendo sete posições para 55.º.

Com 240 mil libras esterlinas de ‘prize-money’ (€264.116), esta foi a última prova do Challenge Tour antes da Grande Final em Palma de Maiorca (de 3 a 6 de novembro), reservada aos 45 primeiros no ranking do circuito – a Corrida para Maiorca. Para os portugueses, a época no satélite do DP World Tour chegou ao fim.
Pedro Figueiredo ainda tinha hipóteses matemáticas de chegar à Grande Final, mas, para isso, precisava de vencer o English Trophy. Acabou o torneio fora do top-50, com um total de 281 (-7) pancadas. Desceu um lugar na Corrida para Maiorca, para 82.º. Jogou 22 torneios.

“Figgy” jogou o Challenge Tour de 2023 com Categoria 6 por ter ficado de fora do top-122 da Corrida para o Dubai e já sabia que teria sempre o seu lugar garantido no Challenge Tour de 2023.

Mas não era apenas pela Grande Final que ele estava a lutar esta semana em Inglaterra. É que se conseguisse terminar a época no top-70 da Corrida para Maiorca, iria melhorar a sua condição de acesso aos torneios em 2023.

Quanto a Tomás Bessa, somou 276 (-12) no English Trophy para encerrar a época com boa nota. O 35.º posto em Inglaterra representa a sua terceira melhor marca no Challenge Tour, só superada pelo 6.º no Open de Portugal at Royal Óbidos, em setembro, e pelo 13.º no Challenge de Espanha, em maio.

Com menos torneios jogados (foram oito), já que não possuía o cartão do Challenge Tour e recorreu sobretudo a convites proporcionados pela FPG, por via do Open de Portugal at Royal Óbidos, Tomás Bessa foi 108.º na Corrida para Maiorca (subiu um lugar após o English Trophy).

O top-120 da tabela ainda permite entrar diretamente num número razoável de torneios no próximo ano.

Tomás Bessa foi 8.º no ranking final do Alps Tour 2022, falhando por pouco o top-5 de acesso ao Challenge Tour 2023.

Tomás Melo Gouveia fez a sua época de estreia no Challenge Tour, conquistado que tinha sido o cartão do circuito através do top-5 final no ranking do Pro Golf Tour 2021. Foi 136.º na Corrida para Maiorca, com 18 torneios.

Mas mantém-se em jogo, já que se apurou previamente para a 2.ª Fase de Escola de Qualificação do DP World Tour.

Vítor Lopes – que também falhou o cut pela margem mínima em Inglaterra – teve uma época no Challenge Tour nos mesmos moldes da de Tomás Bessa. Foi 116.º na Corrida, com 13 torneios.

O vencedor do English Trophy foi o suíço Jeremy Freiburghaus, após bater no primeiro buraco do ‘play-off’, com Par no 18, o alemão Maximilian Schmitt. Tinham terminado os 72 buracos regulamentares com 266 (-22).

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 16 de outubro de 2022

Fotografia © Rodrigo Gatinho / Federação Portuguesa de Golfe

A Federação Portuguesa de Golfe é uma pessoa coletiva de direito privado e de utilidade pública, fundada em 20 de Outubro de 1949, constituída sob a forma associativa e sem fins lucrativos.

Morada

Rua Santa Teresa do Menino Jesus Nº6, 17º andar Miraflores 1495-048 Algés Portugal

Email
Telefone Sede

(chamada p/ a rede fixa nacional)

Redes Sociais

© 2023 Federação Portuguesa de Golfe. Todos os direitos reservados