DESCRIÇÃO DOS CURSOS

AVISO
 

Encontram-se abretas as inscrições para Curso de Treinadores Grau I e II.

Para mais informção clic aqui.

________________________________________________________________________

 

Treinadores

 

Como em todas as vertentes da formação de agentes desportivos de Golfe, a responsabilidade da Federação Portuguesa de Golfe resulta, claramente, da Lei 40/2012 de 28 de Agosto, nomeadamente no prescrito no número 5 do artigo 6º, no que respeita ao regime de acesso ao título profissional de treinador de desporto.

O artigo 35º da Lei de Bases da Atividade Física e do Desporto (Lei nº 5/2007 de 16 de Janeiro) define claramente:

 “ 1 - A lei define as qualificações necessárias ao exercício das diferentes funções técnicas na área da actividade física e do desporto, bem como o processo de aquisição e de actualização de conhecimentos para o efeito, no quadro da formação profissional inserida no mercado de emprego. 

2 - Não é permitido, nos casos especialmente previstos na lei, o exercício de profissões nas áreas da actividade física e do desporto, designadamente no âmbito da gestão desportiva, do exercício e saúde, da educação física e do treino desportivo, a título de ocupação principal ou secundária, de forma regular, sazonal ou ocasional, sem a adequada formação académica ou profissional.

”O regime de acesso e exercício da atividade de treinador de desporto comtempla uma adequada formação académica e profissional que a Federação Portuguesa de Golfe promove, como entidade organizadora da formação, resulta do Protocolo de parceria celebrado com a Faculdade de Motricidade Humana.

A FMH é detentora de uma tradição na formação de treinadores com mais 50 anos, sendo que a razão do sucesso profissional de treinadores nas mais diversas modalidades radica exclusivamente na qualidade da formação de que beneficiaram.

Sabemos hoje que nenhuma formação consistente e sustentável, pode prescindir de estrutura científica adequada, assim como da adoção de estratégias de formação compatíveis com os mais elevados níveis de desenvolvimento desportivo.

A formação de treinadores deve integrar, para além da aquisição de competências adequadas ao exercício profissional, a necessidade da procura permanente de novos conhecimentos ao longo da vida, como também o desenvolvimento da capacidade de a modificar positivamente.