Notícias

V Open de Portugal de Pitch & Putt – Pedro Mendes, 16 anos, campeão  na edição mais forte de sempre

Numa prova reduzida de três a duas voltas devido ao mau tempo de sábado, Pedro Mendes totalizou 103 pancadas (52-51), 5 abaixo do Par 54, vencendo com duas de vantagem sobre o seu companheiro de clube Tomás Ribeiro (53-52) e o russo Stepan Surzhik (55-50), que ficou com o título de vice-campeão no desempate pela última melhor volta.

“Foi uma grande experiência, e estou muito satisfeito por ganhar apenas na minha segunda participação no Open”, afirmou o campeão. “Era uma prova forte e consegui ganhar alguns pontos para subir lugares no ranking mundial. Desde o início que acreditei que podia vencer, e claro que jogar em casa ajudou. Choveu muito no sábado, os ‘greens’ ficaram ensopados e também calcados, pelo que estavam irregulares, mas consegui dar a volta a isso para obter a vitória mais importante da minha carreira.”

Além de Stepan Surzhik, houve mais uma russa em evidência, Ekaterina Karaseva, que venceu a prova de senhoras sendo 9.ª na geral com 112 (58-54), +4, empatada com o espanhol Bernabe Alonso.

Pela primeira vez, a Rússia esteve representada numa competição internacional de P&P. Os dois jogadores foram acompanhados do diretor de P&P da Federação Russa de Golfe, Denis S. Zherebko, que quer começar a apostar nesta variante.

Hugo Espírito Santo, da Quinta das Lágrimas, que era o bicampeão em título e é o n.º 3 mundial da especialidade, terminou em 5.º, com 106 (52-54), -2. O espanhol José Fernandez foi 4.º, com 105 (52-53), -3.

Os premiados do V Open de Portugal de Pitch & Putt foram os seguintes:

Geral

1.º Geral – Pedro Mendes (Paredes GC)
2.º Geral – Stepan Surzhik /Rússia)
3.º Geral – Tomás Ribeiro (Paredes GC)

Categorias

1.º Júnior – Afonso Moreira (Paredes GC)
1.º Mid-Amateur – José Fernandez (Espanha)
1.º Sénior – Bernabé Alonso (Espanha)
1.ª Senhora – Ekaterina Karaseva (Rússia)
1.º Handicap até 3 – Hugo Espírito Santo (Quinta das Lágrimas)
1.º Handicap até 10 – Peter Henry (Internacional)
1.º Handicap até 21 – Afonso Barbosa (Espanha)
1.º Handicap até 36 – Anton Gomez (Espanha)

*Os prémios não eram acumuláveis

Fotografia de Pedro Mendes © Octávio Passos/GolfTattoo/FPG

Gabinete de Imprensa da FPG

Lisboa, 22 de setembro de 2019