Notícias

Taça da Federação Portuguesa de Golfe – BPI. Dois vencedores que fizeram história.

“É uma honra poder ganhar este troféu outra vez”, disse Melo Gouveia, de 23 anos, após ter conquistado o seu terceiro major interno consecutivo (duas Taças e um Campeonato). O irmão de Ricardo Melo Gouveia revelou ao Gabinete de Imprensa que vai abandonar o estatuto amador em Novembro para seguir uma carreira profissional.

 

Na final a 36 buracos deixou Vítor Lopes no 35.º buraco, com o resultado favorável de 2/1 (dois buracos de vantagem e um para jogar), depois de estar a perder por dois no término dos primeiros 18 buracos. “Senti que joguei bem durante a semana toda, só o putting é que esteve mais ou menos, mas hoje à tarde consegui meter alguns putts muito importantes para dar a volta no match.”

 

Se Tomás Melo Gouveia contou com o seu pai homónimo a caddie, também Sofia Sá teve o seu progenitor a caddie, António Sá. A vice-campeã nacional de sub-14 afirmou após o sucesso de hoje: “Neste momento sinto-me cansada, porque estes últimos 18 buracos foram desgastantes, mas estou muito contente pelo meu resultado num torneio tão importante. Ter chegado à final já foi muito bom, não esperava ganhar.”