Notícias

Pro Golf Tour Qualifying School

A final da Escola jogou-se em duas voltas, sendo de assinalar a extraordinária recuperação de Melo Gouveia, melhorando nove pancadas (77-68) de um dia para o outro, o que lhe permitiu uma subida de 49 lugares na tabela. João Zitzer (73-72), desconhecido dos portugueses porque sempre viveu no estrangeiro, somou o mesmo agregado de 145 (+1). Tiago Rodrigues marcou 150 (76-74).

Participaram 95 jogadores e o vencedor foi o escocês Liam Johnstone com 136 (69-67), 8 abaixo do par.

Mas para chegarem a esta final, os três portugueses tiveram de ir a crivo numa das duas provas de Pré-Qualificação, numa só volta no mesmo campo. Todos eles entraram na Pré-Qualificação 2, na quarta-feira, que apurava para a final os 48 primeiros entre 76 jogadores. Então, Melo Gouveia foi 24.º, com 74; Tiago Rodrigues 32.º com 75; e Zitzer 42.º com 76.

“Esta volta, com seis birdies e dois bogeys, foi muito boa. Acertei muitos greens e fiz muitos poucos erros, ao contrário de ontem. É uma volta muito positiva para mim que me proporciona uma categoria decente neste tour”, afirmou Melo Gouveia ao Gabinete de Imprensa da FPG, ele que vai passar a profissional a 1 de Novembro, mas que antes vai representar o seu clube na Champions League do golfe.

De recordar que Pedro Figueiredo foi quarto este ano na Ordem de Mérito deste circuito, o que lhe proporcionou o acesso ao Challenge Tour para 2018.

Gabinete de Imprensa da FPG

Fotografia © Filipe Guerra/GolfTattoo/FPG