Notícias

Pedro Figueiredo foi o melhor português no arranque do South African Open do European Tour

Ricardo Santos também jogou abaixo do Par, marcando 70 (-1) no Bushwillow Course e integrando os 96.ºs, a par de outro português, Stephen Ferreira (Bushwillow), que entrou no torneio no lote reservado a jogadores sul-africanos. É de notar que esta prova também é pontuável para o Sunshine Tour, o circuito profissional da África do Sul.

Menos bem esteve Filipe Lima, jogador do Challenge Tour que conseguiu participar no evento pela Categoria 18, reservada aos jogadores que terminaram a época do Challenge Tour 2019 entre o 16.º e o 30.º lugar no respectivo ranking. Com 72 no Bushwillow, está nos 164.ºs.

Amanhã, sexta-feira, os quatro portugueses jogam no mais exigente Firethorn Course.

Houve resultados muito baixos neste primeiro dia, com destaque para o norte-americano Johannes Veerman, que comanda com 62 (-9) – fez 9 birdies. Apesar deste excelente resultado, tem apenas a vantagem mínima sobre os seus mais directos adversários, o italiano Nino Bertasio e o sul-africano JC Ritchie.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Lisboa, 9 de janeiro de 2020