Notícias

Pedro Figueiredo com fim-de-semana para subir no Qatar

Para Melo Gouveia, esta foi a sua quarta participação no Qatar Masters e a segunda em que falhou o cut. Em 2016, na sua primeira época no European Tour, conseguiu mesmo um top-10 (7.º empatado, com um total de 280 e voltas de 67-71-70-71) que lhe permitiu atingir a sua melhor classificação no ranking mundial até ao momento: 77.º. Em 2017, falhou a fase final com 71-76, em 2018 foi 61.º com 284 (71-68-72-73).

Desta vez, falamos da edição em curso, começou muito bem. Ontem, ao fim de 10 buracos, seguia com -3 e a duas pancadas do líder, mas jogou o resto do percurso em +2 (três bogeys, um birdie). Mesmo assim, o 71 inaugural colocava-o nos 37.ºs. Hoje, no entanto, entregou um cartão com 74 (+2) caindo 51 posições, para os 88.ºs, falhando o cut por duas pancadas.

Desde que regressou após paragem por lesão nas costas, o jogador do ACP Golfe, já na sua quarta temporada seguida no European Tour, leva quatro torneios com quatro cuts falhados (ISPS Handa Vic OPen, ISPS Handa World Super 6 Perth, ambos na Austrália; Oman Open e Qatar Masters).

Na frente, com 136 (-8), um trio composto pelos sul-africanos George Coetzee e Justin Harding e o francês Mike Lorenzo-Vera, todos com duplos 68.

“Figgy” joga sábado a terceira num grupo com o inglês David Horsey e o finlandês Tapio Pulkkanen, a partir das 7h50 locais (4h50 em Lisboa).

Por golftatoo

Lisboa, 8 de março de 2019