Notícias

Internacional de Espanha de Pitch & Putt  – Arnaldo Paredes em 11.º foi o melhor português

No entanto, coube a Arnaldo Paredes, da Quinta das Lágrimas, a melhor classificação final não só entre os oito portugueses em campo mas entre os não-espanhóis, às portas do top-10, no quarteto dos 11.ºs, com 157 pancadas, 5 abaixo do Par 54, e voltas de 56-51-50.

Seguiu-se Hugo Espírito Santo, que somou 159 (54-48-57) partilhando o 20.º lugar com Diego Garcia (50-55-54). “O último dia foi muito difícil, com rajadas de vento muito fortes, o que afetou o meu jogo do tee. Raramente consegui colocar a bola perto da bandeira. Não cumpri os objectivos, apesar de ter consolidado o primeiro lugar no Ranking Mundial e Nacional”, afirmou o campeão nacional de pitch & putt, da Quinta das Lágrimas.

Já Tomás Ribeiro, na sua estreia pela seleção nacional, ficou nos 33.ºs, registando 163 (51-54-58). Rui Vaz Castro (Quinta das Lágrimas), com 164 (55-54-55), ficou um degrau abaixo, nos 37.ºs. Pedro Redondo (Quinta das Lágrimas) finalizou nos 47.ºs, com 167 (63-52-52), Adriano Fonseca (Citygolf) nos 49.ºs, com 168 (58-53-57), Lívio Pinto (Aldeia dos Capuchos) em 53.º, com 181 (60-58-63) e João Cerejo (Quinta das Lágrimas) em 54.º, com 183 (63-60-60).

O vencedor foi o espanhol Sergio Jimenez, com 144 (44-49-51), 18 abaixo do Par, seguido do vice-campeão José Maria Fernandez, com 148 (47-46-55). A vencedora feminina foi Cristina Carlon Obregon.

Gabinete de Imprensa da FPG

Lisboa, 5 de novembro de 2019