Notícias

European Amateur Team Championship

Na fase de de match play, que começa hoje(quinta-feira), a seleção nacional, com um conjunto muito jovem (quatro são boys, ou seja, sub-18, e dois têm apenas 15 anos), e comandada pelo Treinador Nacional Nelson Ribeiro, vai assim integrar o 2.º Flight, para as equipas classificadas entre o 9.º e o 16.º lugar, começando por defrontar a Holanda. O objectivo é, no mínimo, o 13.º lugar, para garantir a manutenção na primeira divisão europeia.
Já as oito primeiras discutem as medalhas de ouro, prata e bronze, (que na edição de 2017 foram para Espanha, Inglaterra e Itália, respectivamente) e as restantes posições até à oitava.
Na equipa portuguesa há quatro jogadores de Miramar: Pedro Lencart, Pedro Clare Neves, Pedro Silva e Daniel Rodrigues, além de Vítor Lopes (Vilamoura) e João Girão (Oporto).
Cada país tem seis jogadores e na fase de stroke play contaram os cinco melhores resultados de cada. Portugal não começou bem, ontem marcou 370, 10 acima do Par, hoje fez 361 (+1) subindo de 15.º para 14.º com um total de 731 (+11), tendo atrás de si a República Checa com a mesma pontuação e a estreante Sérvia (+71).
Suécia (351-342) e Inglaterra (349-344) terminaram no topo com 693 (-27) e com considerável vantagem sobre a concorrência, cabendo no desempate o primeiro lugar à primeira. No 1.º Flight estará ainda, por esta ordem, a Dinamarca (-16), Alemanha (-15), Espanha (-13), Escócia (-11), França (-9) e Finlândia (2).
Os jogos dos quartos-de-final são os seguintes: Suécia-Finlândia, Alemanha-Espanha, Dinamarca-Escócia e França-Inglaterra.
A nível individual oficioso, a prestação dos atletas portugueses, num campo de Par 72, foi a seguinte: Vítor Lopes (75-70) e Pedro Lencart (73-72) ficaram no grupo de 10 jogadores que partilharam o 41.º lugar, com 145 (+1). Pedro Silva, com 147 (76-71), ficou dois degraus abaixo, seguindo-se Daniel Rodrigues (75-75) e Pedro Clare Neves (71-79), ambos com 150 (+6), nos 78.ºs. João Girão vem logo a seguir com 151 (78-73).
O melhor a nível individual foi o inglês Gian Marco Petrozzi, com 132 (62-70), 12 abaixo do Par, seguido do alemão Hurly Long (71-63), do espanhol Angel Hidalgo (69-65) e do sueco Ludvig Aberg (67-67), um trio com 134 (-10).

Gabinete de Imprensa da FPG

Lisboa, 12 de Julho de 2018

Golfe para todos

Golfe para todos

É cada vez mais simples começar a praticar um dos desportos mais desafiantes do mundo.
Vem descobrir o prazer do golfe num campo perto de ti.

Experimenta hoje mesmo.
Sem equipamento.
Sem experiência.
Sem custos.

Deixa-nos o teu nome e email e nós prometemos preparar a bola para dares várias tacadas.