Notícias

DOIS BRITISH OPEN SEM PORTUGUESES

Ricardo Melo Gouveia jogou os últimos três torneios do European Tour, integrados na Série Rolex – os Opens de França, Irlanda e Escócia – onde era, no mínimo, preciso um top-10 na classificação final para poder candidatar-se a um convite para o British Open.

Mas o profissional da Quinta do Lago foi 31.º, 64.º e 32.º nesses três torneios, pelo que ainda não será desta que fará a sua estreia em Majors, embora, aos 26 anos, tenha ainda muitos anos pela frente para consegui-lo.

Mas se já houve portugueses a disputar o Open Britânico, nunca tivemos uma portuguesa e Susana Ribeiro e Joana de Sá Pereira procuram fazer história ao participarem esta semana no Pre-Qualifying do Ricoh Women’s British Open, como Record tinha anunciado há duas semanas.

Esta pré-qualificação disputou-se no Hankley Common Golf Club, em Inglaterra, enquanto a fase final da prova só terá lugar de 2 a 5 de agosto no Royal Lytham & St. Annes Golf Club, também em Inglaterra.

Entre 96 jogadoras, Susana Ribeiro não esteve mal, ao terminar no grupo das 38.ª classificadas, mas insuficiente para garantir o apuramento à fase seguinte, reservado às 25 primeiras.

A profissional do Skip Golfe fez 75 pancadas, 3 acima do Par, ficando a apenas 2 do cut fixado em +1, embora tenha havido três jogadoras com +1 a ficarem de fora.

Quanto a Joana de Sá Pereira, que não tem jogado este ano em circuitos europeus, foi 49.ª empatada, com 77 (+5), assinando 1 birdie e 6 bogeys.

Venceu a amadora austríaca Isabella Holpfer com 67 (-5).

«Estou desiludida por ter falhado a qualificação para a fase final do Ricoh Womens British Open. Apesar do resultado, há alguns pontos positivos do meu jogo a retirar», escreveu Susana Ribeiro na sua conta de Facebook.

Em declarações à Tee Times Golf, a tricampeã nacional acrescentou: «Foi um torneio de apenas 18 buracos, portanto, qualquer erro pode ser fatal. Joguei bem, mas falhei três shots que comprometeram a qualificação. Faltou-me um bocadinho de sorte para alguns putts entrarem e poderia ter feito mais alguns birdies. Para mais, fiz 1 duplo-bogey num Par-5 (no buraco 6) que facilmente poderia ter sido birdie se tivesse acertado o fairway».

Acertar no fairway não foi sempre fácil. «O campo era um pouco diferente do que estou habituada. Estava muito seco e a bola saltava muito, às vezes para sítios que não esperava, e rolava bastante apesar de não ser um links. Estava completamente castanho e só os greens eram verdes», contou Susana Ribeiro, numa referência à inesperada “mini-seca” que tem assolado Inglaterra nas últimas semanas.

Com 2 birdies, 3 bogeys e 1 duplo-bogey, Susana Ribeiro despediu-se deste Ricoh Women’s British Open e deverá voltar à competição no Bossey Ladies Championship, um dos torneios mais importantes do ano no Ladies European Tour Access Series, a segunda divisão europeia, de 15 a 17 de agosto, em França.

Autores: Hugo Ribeiro / Tee Times Golf

Lisboa, 18 de de julho de 2018