Notícias

Challenge Tour – Filipe Lima de volta ao círculo dos vencedores

São muito boas notícias para o Golfe Nacional, já que ambos estão assim bem colocados para regressar à alta roda europeia em 2020, onde na presente temporada competem outros dois portugueses – Ricardo Melo Gouveia e Pedro Figueiredo. E, em Setembro, têm um torneio em casa: o 57.º Open de Portugal @ Morgado Golf Resort.

Com este título, que lhe valeu um prémio de 32.000 euros, Filipe Lima subiu ao oitavo lugar no ranking do Challenge Tour, quando os 15 primeiros no final da época são promovidos ao European Tour. Ricardo Santos ocupa a quarta posição de uma tabela que é liderada pelo francês Antoine Rozner.

Filipe Lima está em grande forma, pois havia sido 2.º no torneio anterior, o Euram Bank Open, na Áustria. Na Finlândia, garantiu a vitória com o resultado de 66 pancadas (-6) na última volta, uma das melhores marcas de todo o torneio e a melhor de domingo, a proporcionar-lhe uma subida de 10 lugares na classificação rumo à vitória, com um total de 274 (-14).

O português de 37 anos tinha partido para a última volta a cinco pancadas do líder, o sueco Rikard Karlberg, mas colocou-se na corrida ao finalizar os primeiros 9 buracos com 31 pancadas (-5). Na segunda metade do campo, marcou 8 pares seguidos antes de finalizar o 18 (Par 5) com ‘birdie’ 4 tornando-se então o líder na ‘clubhouse’.

Acabou por vencer com a vantagem mínima sobre o sul-africano Bryce Easton (-13), que no último buraco falhou por pouco um ‘putt’ de 12 metros para forçar o play-off. O escocês Callum Hill e o finlandês Roope Kakko foram terceiros com -12.

“Não esperava isto”, confessou Lima. “Eu sabia que estava a jogar bem, mas não pensei muito na liderança até ao buraco final. Fazer 66 num percurso como este é sempre uma boa pontuação, e pensei que, se conseguisse fazer um ‘birdie’ no último buraco, talvez fosse possível uma boa semana. Bati dois grandes shots no 18. Para ser honesto, não sabia que era possível alcançar o ‘green’ em duas pancadas. Esta vitória vai dar-me um pouco de confiança para o resto do ano, depois do que foi um início difícil de temporada. Mas primeiro, vou aproveitar o momento.”

Para Lima no Challenge Tour, o troféu no Vierumäki Finnish Challenge junta-se assim aos do Segura Viudas Challenge de España (Espanha) e Aa St.Omer Open (em França, numa prova igualmente pontuável para o European Tour), em 2004; Ecco Tour Championship (Dinamarca), em 2009; e Najeti Open (França), em 2016.

Na Finlândia, Ricardo Santos iniciou a última volta no trio quintos classificados, mas finalizou com 74 (+2) caindo para 23.º, empatado com o holandês Darius Van Driel. Faturou um prémio de €1.900.

Fotografia de Filipe Lima © European Tour

Gabinete de Imprensa da FPG

Lisboa, 4 de agosto de 2019