Notícias

Campeonato Nacional de Seniores – Teresa Matta e Leonel Neto são os novos campeões nacionais seniores

Outros vencedores foram Carlos Marta, em Super Seniores (acima dos 70 anos), da Beloura; e João Carvalho (ACP Golfe) e Célia Mitschler (Montado), em 3.ªs categorias (handicaps entre 11.5 e 18.4) de homens e senhoras, respetivamente.

A jogar em casa, Leonel Neto fez voltas de 74-73 para totalizar 147 (+3) e ganhar com duas pancadas de vantagem sobre Gonçalo Xavier (75-74), do CG Benfica. Aos 66 anos este foi o quarto título do jogador da Beloura na competição. Tinha já vencido em 2010, 2011 e 2017). Sucede na lista dos vencedores ao ausente José Sousa e Melo (Estoril).

Seguiram-se na tabela, entre 55 jogadores, João Neto Santos (77-75), do CG Tróia, e Rui Meireles (76-76), do CG Belas, ambos com 152 (+8). João Neto Santos ficou com o terceiro lugar no desempate pela melhor última volta. Júlio Marcela (78-75), de Espiche, fechou o top-5 com 153 (+9).

Na prova feminina, Teresa Matta, do CG Estoril, sagrou-se campeã nacional sénior pela segunda vez (a primeira tinha sido em 2013), depois de bater a sua companheira de clube Paula Saúde – vencedora das últimas três edições – no segundo buraco do play-off. Completaram as duas voltas regulamentares empatadas com 164 pancadas (+20).

Teresa Matta liderava no primeiro dia com o resultado de 79, Paula Saúde era 5.ª com 84, mas conseguiu anular hoje a desvantagem ao marcar hoje 80 contra o 85 da sua rival. O desempate por morte-súbita jogou-se sempre no 18 (Par 4, 291 metros). No primeiro buraco do play-off ambas cumpriram o par e no segundo Teresa Matta voltou a marcar o Par para ganhar.

Graça Medina, também do Estoril, somou 165 (82-83) para ficar a uma pancada de entrar no play-off, terminando em terceiro lugar. Maria José Pinto, do CG Vilamoura, foi 4.ª com 163 (83-83) e Fabienne Vaquier foi 5.ª com 172 (87-85).

Declarações dos campeões

Leonel Neto – “Estou muito contente, até porque sinceramente não estava à espera de ganhar. Ainda tenho um jogo razoável para a minha idade. O Gonçalo é duro. É muito certinho, faz poucos erros, raramente sai da pista, mas eu também não fiz muitos erros, caso contrário, não teria vencido. Estive mais a controlar o Gonçalo do que o meu próprio jogo.”

Teresa Matta – “O jogo hoje só nos últimos oito buracos me correu bem, quando disse para mim mesma que bastava de erros infantis. Foi bastante competitivo e, embora eu tivesse jogado num grupo com a Graça [Medina] e a Marta [Lampreia], sabia que a Paula [Saúde] podia vir de trás, como já acontecera há dois anos. Sabe sempre bem voltar a ganhar.”

Na fotografia, os campeões Leonel Neto e Teresa Matta

Gabinete de Imprensa da FPG

Lisboa, 19 de maio de 2019