Notícias

Campeonato Nacional de Jovens de Pitch & Putt – Uma edição memorável em Cantanhede

Em Cantanhede, como o ano passado em Paredes, estiveram presentes figuras de proa do Golfe Nacional, com destaque para o campeão nacional absoluto Daniel Rodrigues e o melhor português no ranking mundial amador, que aliás venceu de forma categórica no escalão Sub18 (8 concorrentes).

“Dani” – que em 2018 havia sido campeão Sub16 – fez uma grande exibição na segunda volta, com 47 pancadas, 7 abaixo do Par 54, a que se juntaram as 52 (-2) da primeira, para um total de 99 (-9).

Foi o único jogador de toda a prova a terminar nos dois dígitos e ganhou com 11 de vantagem sobre Gonçalo Rodrigues (55-55, 110), de Paredes. Bernardo Pinto foi 3.º, com 115 (57-58).

Em Sub25, escalão adicionado o ano passado, competiram Sara Gouveia (Amendoeira), ex-campeã nacional Sub18 e vice-campeã nacional absoluta em 2017 e 2018; e Diana Pacheco (Paredes), que era a detentora dos títulos nos escalões Sub18, tanto no golfe convencional como no pitch & putt.

Mas quem saiu vencedor foi Miguel Pereira, de Cantanhede. O jogador “da casa” foi o único a bater o par do campo no agregado, com 50-54, para um total de 104 (-4).

Sara Gouveia (55-58) e Diana Pacheco (56-57) somaram 113 (+5), prevalecendo no desempate pelo vice-campeonato os melhores últimos 27 buracos da primeira.

Este foi o escalão com menos participantes (4), sendo o quarto Rodrigo Lopes do Santos, que concluiu com 125 (61-64).

Em Sub16 (15 concorrentes), coube ao internacional Diogo Mealha ficar com o título, com um total de 103 (53-50), -5. Deixou o vice-campeão, Hugo Ferreira (108, 56-52), de Paredes, a cinco ‘shots’ de distância. O top-5 ficou completo com mais três jogadores do Paredes GC: Pedro Mendes, em 3.º, com 109 (51-58); Pedro Barbosa em 4.º, com 112 (57-55); e Gonçalo Mendes em 5.º, com 118 (59-59).

Em Sub14 (18 concorrentes), competiram três dos melhores nacionais do escalão, os gémeos Ana e Afonso Rodrigues, do Citynorte, e João Iglésias, da Quinta das Lágrimas, todos eles com vitórias muito recentes no calendário federativo.

Mas foi Miguel Silveira, da Quinta do Fojo, quem se sagrou campeão, com voltas de 53-52 e um total de 105 (-3). Afonso Rodrigues foi vice-campeão com 108 (56-52), seguido de João Iglésias e Ana Rodrigues, ambos com 109 (+1).

Um ano depois de ter sido campeão em sub-10, Gabriel Sardo, da Quinta do Fojo, venceu em Sub12 (20 concorrentes). Com um total de 109 (56-53), ganhou com três à melhor sobre Diogo Pinto Rocha (112, 57-55), do Citynorte. Pedro Ferreira, da Quinta das Lágrimas, foi terceiro com 115 (+7).

Já em Sub10 (11 concorrentes), Henrique Ferreira da Costa (Miramar) somou 124 (59-56), +16, para vencer destacado, com oito ‘shots’ de vantagem sobre Francisco Soares (132), da Quinta das Lágrimas. Guilherme Moreira (CG Braga) completou o pódio com 137 (+29).

A prova também consagrou os vencedores net. Não sendo os prémios acumuláveis e prevalecendo o gross, os campeões net foram os seguintes: Sub10 – Gonçalo Pinto (Cantanhede); Sub12 – Pedro Aires (Citynorte); Sub14 – Hugo Ferreira (Paredes); Sub16 – Eduardo Moreira (Paredes); Sub18 – Carlos Meireles (Paredes); Sub25 – Sara Gouveia (Amendoeira).

Gabinete de Imprensa

Lisboa, 21 de julho de 2019