Notícias

Campeonato Nacional de Clubes Solverde – Recorde de participantes e novo formato

“Durante a pandemia da covid-19 refizemos o calendário e resolvemos proceder a algumas alterações em alguns torneios, com o objetivo, entre outros, de minimizar os custos ao máximo dos clubes. Optámos, assim, por reduzir o número de jogadores de cada equipa, o número de dias de prova e na sequência o formato foi alterado para ‘stroke play’”, explica João Coutinho, diretor técnico da Federação Portuguesa de Golfe (FPG).

Em tempos diferentes, e em que o mundo enfrenta uma pandemia provocada pelo novo coronavírus, responsável pela morte de mais de 857 mil pessoas, o Campeonato Nacional de Clubes – Solverde, que atribui a Taça Visconde Pereira Machado, em homens, e a Taça Nini Guedes Queiroz, em senhoras, vai contar com uma participação histórica de 19 clubes, representados por 94 golfistas.

“É a maior participação de sempre! Como decidimos retirar a possibilidade de os clubes inscreverem uma equipa B, houve mais clubes a querer jogar. Alterámos o regulamento também nesse aspeto e batemos o recorde de inscrições, com a maior representatividade de sempre de norte a sul do país”, esclareceu Coutinho.

À parte do formato da prova, que até 2019 se jogava numa primeira volta de 18 buracos em ‘stroke play’, para determinar os Flights, e consequentemente três dias de ‘match play’, o CG Miramar chega ao traçado de 18 buracos do Morgado Golf & Country Club (Par 73) na condição de bicampeão.

Depois de conquistar nos últimos dois anos a Taça Visconde Pereira Machado, e perante as alterações no formato da prova, Miramar, capitaneado por Sérgio Ribeiro, vai levar a jogo Pedro Lencart Silva, Afonso da Costa Rodrigues, João Iglésias e Pedro Clare de Neves, abdicando para já de um quinto jogador que poderá ser utilizado como suplente.

Vilamoura, vice-campeão nacional nas últimas duas edições, optou por selecionar Alexander Amei, Alexandre Castelo, Ricardo Serpa e Tomas Mician, enquanto o Oporto GC, outro dos crónicos candidatos ao título, apresentará uma equipa ‘reforçada’ pelos irmãos Girão, Afonso e João, Pedro Sousa Machado e Vasco Alves.

Já a Taça Nini Guedes Queiroz, que será discutida por seis equipas, constituídas por três jogadoras cada, mais uma suplente (facultativo). A Quinta do Peru defende o título com a campeã nacional Leonor Medeiros, Inês Belchior e Teresa Alves.

O Orizonte, vice-campeão em 2019, volta ao torneio com Beatriz Themudo Santos, Constança Mendonça e Luciana Reis, ao passo que CG Miramar, terceiro classificado há um ano, levará ao Morgado Golf & Country Club Ana da Costa Rodrigues, Carolina Moutinho Ribeiro e Matilde Fernandes.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 3 de setembro de 2020

Fotografia © Federação Portuguesa de Golfe