Notícias

Campeonato Nacional de Clubes de Sub-14 e Sub-18 – E Miramar tudo levou em Santo Estêvão

Em sub-18, Miramar venceu pela terceira vez consecutiva. Num formato de jogo em que se aproveitavam os três melhores resultados de stroke play de cada equipa de quatro jogadores, totalizou 699 pancadas (224-219-226), 12 acima do Par, o que lhe deu uma vantagem final de 28 pancadas sobre o CG Vilamoura.

Os tricampeões são Pedro Lencart (73-71-78), Daniel da Costa Rodrigues (76-73-77), Pedro Silva (80 no primeiro dia e 79 no terceiro), Diogo Mealha (75-75 nos dois primeiros dias) e Pedro Clare Neves (75-71 nos últimos dois dias).

Vilamoura, que já venceu esta competição em cinco ocasiões, foi vice-campeão com um total de 687 (238-225-224), 30 acima do Par, evoluindo com Luca Lopes Azinheiro (81-72-73), Jamie Mann (78-77-75), Gonçalo Teodoro (76-76-76) e Leonardo Rocha (83-78-88).

O Oporto foi terceiro com 696 (243-225-224), seguido de Miramar B (704), Quinta do Peru (708), Estoril (728), Belas (755), Paredes (764), Ilha Terceira (771) e Santo da Serra (772).

Em sub-14, assistiu-se a duelo empolgante entre as equipas A e B de Miramar para o seu terceiro título no torneio (ganhou também em 2013 e 2016), com desfecho favorável à segunda por uma mera pancada.

Miramar B ganhou com 741 pancadas (254-241-246), 84 acima do Par, contra as 742 (251-244-247) de Miramar A, alinhando com Tomás Mondim Lopes (81-75-77), Pedro Freitas (82-82-83), Tomás Araújo (91-84-86), Duarte Gonçalves (90-93 no primeiro e último dias) e Davide Ribeiro (90 no segundo dia).

Os vice-campeões de Miramar A contaram com Alberto da Costa Marques (75-76-82), Afonso da Costa Rodrigues (87-83-83), Pedro Sousa Machado (86-89 nos dois primeiros dias), Tiago Cabral (91 e 82 em duas voltas) e Ana da Costa Rodrigues (84-84).

“São duas equipas muito parecidas, nós sabíamos que qualquer uma delas poderia vencer, e poderíamos ter feito na verdade uma equipa mais forte do que a outra, mas o nosso objectivo foi metê-los a todos a lutar ao mesmo nivel, porque são todos jogadores do mesmo nível. Caiu para o lado B, como poderia caído para o lado A”, afirmou Sérgio Ribeiro, treinador de Miramar.

Vilamoura, que defendia o título, ficou muito atrás em terceiro, com 783 pancadas, o Estoril foi quarto com 784 e a Quinta do Peru completou o top-5 com 803.

Gabinete de Imprensa da FPG

Fotografia: As equipas de Miramar que se sagraram campeãs nacionais de clubes em Sub-18 e Sub-14, com o treinador Sérgio Ribeiro ao centro.
GolfTattoo/FPG

Lisboa 6 de Abril  de 2018