Notícias

Campeonato da Europeu de Boys por Equipas, Divisão 2

A Islândia, depois de batida por Portugal nas meias-finais, derrotou a Eslováquia por 6-1 no encontro para o terceiro lugar conquistando a última vaga para o campeonato primodivisionário de 2019.

“Devemos felicitar a Noruega pela vitória, dado que foi a justa vencedora da competição dominando desde o primeiro dia de stroke play até à final”, disse o Treinador Nacional, Nelson Ribeiro.

“Relativamente à equipa nacional cumprimos o nosso objetivo definido para a época de 2018 nesta competição com a subida à primeira divisão. Uma palavra de reconhecimento a todos os atletas pelo excelente comportamento e pela entrega à causa durante esta semana, foram uma equipa no verdadeiro sentido da palavra”, acrescentou.

Os dois pontos de Portugal foram conquistados por Francisco Matos Coelho e Vasco Alves no segundo e terceiro matches de ‘singles’, depois de baterem respectivamente Sander Akeren, por 3/1, e Bard Skogen, por 3/2.

De manhã, nos foursomes, João Maria Pontes/Pedro Silva e Matos Coelho/Daniel Rodrigues não conseguiram repetir os triunfos averbados um dia antes perante a Islândia, perdendo respectivamente para Bard Skogen/Jonas Aulie, por 2/1; e para Herman Sekne/Jakob Stubhaug, por 4/3.

Nos singles, Pedro Neves perdeu no primeiro jogo, para Mikkel Antonsen, por 2/1; Daniel Rodrigues no quarto, frente a Herman Sekne, por 5/3; e João Maria Pontes no quinto e último, perante Jakob Stubhaug, por 5/4.

Daniel Rodrigues, João Maria Pontes, Pedro Silva e Pedro Neves fizeram parte da equipa do CG Miramar que no último domingo se sagrou campeã nacional de clubes em homens no Guardian Bom Sucesso.

Dani foi o segundo melhor a nível individual na fase de stroke play deste Europeu e Kiko Matos Coelho, do CG Vilamoura, que com ele disputou um grande match na final do Nacional de Clubes, sai da Hungria com três pontos em quatro possíveis no match play.

Vasco Alves, do Oporto, não conseguiu a proeza de fazer novamente parte da equipa campeã europeia neste escalão, como há três anos, mas não deixou de se despedir de forma vitoriosa.

Lisboa, 22 de setembro de 2018

Gabinete de Imprensa da FPG