Notícias

Andalucía Challenge de España – As voltas mais baixas para Ricardo Melo Gouveia e Vítor Lopes

Nesta que é a antepenúltima prova do Challenge Tour 2020, tinha feito duas primeiras voltas de 72-74. Com as -2 de hoje passou a somar 216 (Par). Quatro pancadas separam-no do top-10 na Andaluzia e apenas seis dos líderes, o sueco Oscar Lengden (70-71-69) e o espanhol Pedro Oriol (71-71-68), ambos com 210 (-6). Resultados pouco baixos no topo que espelham a dificuldade do campo, comprido, de terreno pesado e factor-vento.

Vítor Lopes partindo da mesma posição para a volta deste sábado, já que, como o seu compatriota, passara o cut nos 36.ºs, e com voltas idênticas de 72 e 74, fez 71 subindo um degrau para os 35.ºs, com 217 (+1). Também não acabou bem a volta. No seu caso, com bogey-bogey. E, também como Melo Gouveia, assinalou 3 birdies e 1 eagle (no 2, Par 5), mas também 4 bogeys.

Os dois portugueses em prova integravam os 18.ºs após a primeira volta.

Pedro Orial sublinhou que os últimos 3 buracos de jogo são muito difíceis, e que domingo vai lutar como Seve como lutaria, numa referência ao mítico espanhol Severiano Ballesteros.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 7 de novembro de 2020

Fotografia © Ricardo Melo Gouveia