Notícias

Alfred Dunhill Championship – “Figgy” sobe para o top-10 quando faltam só 18 buracos

Tal como na sexta-feira, o português esteve fortíssimo no ‘back nine’, que concluiu em 33 pancadas (-4), com 4 birdies, nos buracos 10, 11, 14 e 17. Isto depois de terminar o ‘front nine’ com 36 (+1), consequência de 1 duplo bogey (no 8), atenuado com o primeiro dos 5 birdies do dia (no 5).

Somando 209 (72-68-69), 7 abaixo do Par 72, Figueiredo partilha a 10.ª posição com o inglês Marcus Armitage (71-71-67), o sul-africano Daniel Van Tonder (69-70-70), o escocês Scott Jamieson (66-71-72), o francês Robin Roussel (65-71-73) e o austríaco Matthias Schwab (70-71-68).

Na frente manteve-se, pelo terceiro dia consecutivo, Adrian Meronk. O polaco que venceu em Setembro o Open de Portugal @ Morgado Golf Resort soma 202 (65-69-71), -14, e leva a vantagem mínima sobre o sul-africano Jayden Schaper (69-67-67). Outro sul-africano, Christiaan Bezuidenhout, 61.º no ranking mundial, é 3.º com 205 (69-68-68).

Para a jornada decisiva, numa precaução face à previsão de chuva, as saídas foram antecipadas e vão acontecer em simultâneo dos buracos 1 e 10, com os jogadores em agrupados em três.

Figueiredo sai pelas 7h45 (5h45 em Lisboa) juntamente com Marcus Armitage e Matthias Schwab.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 28 de novembro de 2020

Fotografia © Pedro Figueiredo