Notícias

90th Portuguese International Ladies Amateur Championship – Bom arranque para Rita Costa Marques e Sofia Barroso Sá

Rita Costa Marques, com o resultado de 72 pancadas, foi uma das apenas 22 participantes que não perdeu para o Par, entre as 90 concorrentes de 18 países, colocando-se no septeto das 16.ªs. A detentora da Taça da Federação chegou a estar com -2 após 12 buracos (3 birdies e bogey), mas finalizaria os últimos seis com 2 bogeys e 4 pares.

Sofia Barroso Sá fez 73 (+1) e encontra-se um degrau abaixo na classificação, empatada no 23.º lugar com mais 12 jogadoras, entre elas a francesa Lucie Malchirand, que foi vice-campeã em 2019 e é a actual 16.ª no ranking mundial amador feminina.

No final das primeiras três voltas, só as 40 primeiras e empatadas seguem em frente para o quarto e último dia, sábado. Rita e Sofia são, para já, as únicas portuguesas dentro do cut provisório, fixado em 74 (+2).

Num campo pesado da chuva que caiu de madrugada, e com vento moderado de sul, a dinamarquesa Smilla Tarning Sønderby, n.º 901 no WAGR, assumiu o comando isolado ao entregar um cartão de 66 (-6), numa volta com 7 birdies e 1 bogey. Tem a vantagem mínima sobre a italiana Alessia Nobilio, n.º 5 no WAGR.

O terceiro lugar é repartido pela inglesa Billie-Jo Smith, a dinamarquesa Natacha Høst Husted, a francesa Lilas Pintheir e a holandesa Anouk Sohier, todas com 68.

Sara Gouveia, a única portuguesa que fez o cut em 2019, marcou 77 (+5) e está no lote das 62.ªs. A campeã nacional Leonor Medeiros assinalou 78 (+6), fazendo parte das 73.ªs. E, a completar o quinteto da seleção, Ana Rodrigues fechou com 80 (+8).

Competindo a título particular, Beatriz Themudo (Orizonte) e a açoriana Ivete Rodrigues (Verdegolf) concluíram esta primeira volta com 84 e Teresa Alves (Oporto) com 85.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Lisboa, 29 de janeiro de 2020

Fotografias © Federação Portuguesa de Golfe