Notícias

90th Portuguese International Amateur Championship – Pedro Lencart no top-10 em busca do terceiro título consecutivo para portugueses

Em relação ao dia inaugural, quarta-feira, nenhum dos cinco jogadores que partilhavam o comando, todos 67 pancadas, 5 abaixo do Par 72, conseguiu manter-se na frente após a jornada de hoje. Entre eles Lucas Lopes Azinheiro, do Clube de Golfe de Vilamoura.

Pedro Lencart, que representa a seleção nacional, é agora o português mais bem classificado. Abrira com 68 pancadas para ficar empatado com 16 jogadores no 6.º lugar, à distância mínima dos líderes. Acrescentou-lhe um 69 para passar a integrar o quinteto dos 8.ºs, com 137 (-7).

Uma ligeira descida na tabela da parte do campeão nacional absoluto de 2016 e 2018, o qual, pelo lado positivo, passou a ter menos jogadores à ilharga. No entanto, viu a desvantagem para os primeiros aumentar de uma para três pancadas. Nada de significativo, quando ainda faltam duas voltas para jogar.

O espanhol Alvaro Hernandez Cabezuela (68-66) e o norueguês Herman Wibe Sekne (68-66) são os novos líderes, com 134 (-10), seguindo-se no terceiro lugar o alemão Luc Breuer, com 135 (67-68).

O inglês Harry Goddard, com 65 (71 no primeiro dia), fez a melhor volta do torneio até ao momento, saltando para o quarto lugar com 136 (-8), a par do holandês Stan Kraai (70-66) do alemão Max Brückner (70-66) e do espanhol Eduard Rousaud (68-68), n.º 6 no ranking mundial amador.

Estes são os únicos que estão à frente de Pedro Lencart, que está empatado  com o alemão Frederik Schott (69-68), o escocês George Burns (68-69) e o inglês Joshua Bristow (70-67).

Lucas Lopes Azinheiro, sensacional colíder inaugural, com 67, marcou desta vez 72, passando a integrar, com 139 (-5), o grupo dos 19.ºs, juntamente com Gonçalo Costa (68-71), que na véspera integrava, tal como Pedro Lencart, o vasto lote de jogadores na sexta posição.

Daniel da Costa Rodrigues, o detentor do título, 50,º no ranking mundial, campeão nacional amador e sucessor do também português Vítor Lopes na lista dos campeões do Internacional, reagiu ao 77 inaugural com um 68 nesta quinta-feira, subindo dos 106.ºs para os 67.ºs, com 145 (+1), tantas como João Pinto Basto Jr. (73-72), da Quinta do Peru.

O 68 de “Dani” foi o melhor resultado desta quinta-feira por parte dos portugueses, juntamente com Vasco Alves (73-68), que, com 141 (-3), completa o lote de portugueses dentro do cut provisório, nos 34.ºs.

O cut, para os 40 primeiros e empatados após a terceira volta, sexta-feira, está mesmo provisoriamente fixado em 141. Afonso Girão, com 143 (71-72), está nos 52.ºs, ele que em 2019 foi 36.º na tabela final.

O vice-campeão nacional Pedro Cruz Silva (72-74) e o campeão nacional mid-amateur Tiago Costa (75-71) estão nos 73.ºs, com 146 (+2).

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Lisboa, 14 de fevereiro de 2020

Fotografia © Filipe Guerra / GolfTattoo / Federação Portuguesa de Golfe