Notícias

89.º Campeonato Internacional Amador de Portugal – Homens – Daniel da Costa Rodrigues e Pedro Neves entram com pé direito

Um bom início para o segundo melhor português no ranking mundial, n.º 271, que o ano passado, na sua estreia no torneio, então com apenas 15 anos, ficou nos 17.ºs. Hoje teve uma volta imaculada, com 3 birdies e 15 pares.

A edição de 2018 foi ganha por um português, Vítor Lopes, o terceiro a conquistar o troféu desde que a prova em 2008 mudou da modalidade de match play (por eliminatórias) para stroke play ( por pancadas).

Pedro Figueiredo (2008, Estela Golf Club) e Gonçalo Pinto (2013, Montado), foram os outros vencedores portugueses desde então.

Pedro Lencart (a estudar e a competir pelos Knights na UCF, em Orlando, Florida) é o português mais posicionado a nível mundial, em 145.º.

No Internacional de Portugal, em termos nacionais, destaque também para Pedro Neves, entre os seis convocados pela FPG, autor de um 70 (-2) que o deixa empatado em 14.º com mais nove jogadores.

No fim de três voltas será feito um cut para os 40 primeiros e empatados de entre os 120 participantes, provisoriamente fixado em 73.º (Par). Só esses jogarão a jornada de encerramento.

Afonso Girão está nos 50.ºs com 73 (+1).

Há quatro portugueses com 74 (+2), nos 65.ºs: Vasco Alves e Lucas Azinheiro, que integram a seleção, Diogo Mealha, do CG Miramar, e Hugo Teixeira, do CG Montado, vencedor da Taça da Federação, estes a competir a título particular.

A completar o sexteto nacional, Pedro Silva, que no domingo, com um eagle no último buraco, venceu o 1.º Torneio do Circuito Cashback World em Palmares com volta de final de 65 (-7) e vantagem mínima sobre Daniel Rodrigues, está nos 100.ºs com 77 (+5), tal como Gonçalo Mata e Luís Pedro Martins, do Oporto GC.

João Maria Pontes, do CG Miramar, está nos 79.ºs com 75. E o campeão nacional de Sub18, o açoriano Ricardo Garcia, do CG Ilha Terceira, e o também português Calvin Holmes, encontram-se nos 91.ºs, com 76 (+4)

Com 78, nos 109.ºs, Pedro Perestrelo (Aroeira) e Martim Baptista (Vale de Janelas).

Fotografia de Daniel da Costa Rodrigues por Filipe Guerra/GolfTattoo/FPG

Gabinete de Imprensa da FPG

Lisboa, 14 de fevereiro de 2019