Notícias

34.ª TAÇA DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE GOLFE – BPI – Favoritos “puxam dos galões” na jornada de abertura

Na prova masculina (83 concorrentes), o detentor do título Vasco Alves (Oporto Golf Club) e o campeão nacional amador Pedro Lencart (Club de Golf de Miramar) colocaram-se no topo da tabela, ambos com voltas de 69 (-3) pancadas.

O vice-campeão nacional Lucas Lopes Azinheiro (Clube de Golfe de Vilamoura), com 70 (-2), completou o trio de jogadores que bateu o Par 72 do campo.

Na prova feminina, foi também um resultado de 69 que deu a liderança à vice-campeã nacional Leonor Medeiros (Quinta do Peru), com três ‘shots’ de vantagem sobre a campeã nacional Sofia Sá (Quinta do Lago), vencedora em 2017 e 2018. Ausente, por motivos escolares, está a vencedora de 2019, Rita Costa Marques (Oporto).

Jogando na primeira partida do dia de homens, num grupo com o campeão nacional de sub-16 Alberto Costa Marques (Oporto) e Henrique Rebelo (Vilamoura), Vasco Alves teve um começo de prova “lento”, percorrendo os primeiros 9 buracos em +1 (8 pares e 1 bogey). Mas “aqueceu” nos segundos 9, que concluiu, de forma brilhante, com -4 (5 birdies e 1 bogey).

No grupo imediatamente a seguir, ao lado do jovem companheiro de clube Tomás Araújo e de Simão Tempera (CG Morgado), Pedro Lencart fez uma exibição equilibrada nas duas metades do campo (34-35), com um total de 6 birdies e 3 bogeys. Tal como Lucas Lopes Azinheiro (35-35), que marcou 4 birdies e 2 bogeys.

Alves e Lencart comandam assim com a vantagem mínima sobre Azinheiro. No quarto lugar surge um quarteto de jogadores que marcou 72 (Par), composto por Gonçalo Costa (Lisbon Sports Club), João Pinto Basto Jr. (Quinta do Peru), João Iglésias (Miramar) e Konstantin Mikirtumov (Clube de Golfe do Estoril). Pinto Basto foi semifinalista em 2019, sendo então batido por Vasco Alves.

Na oitava posição, a completar o top-10 provisório, com 73 (+1), aparece outro quarteto, este constituído por Pedro Clare Neves (Miramar), João Miguel Pereira (Quinta do Peru), Pedro Afonso Freitas (Miramar) e Alexandre Castelo (Vilamoura).

João Girão (Oporto) – vencedor em 2015 – está um degrau abaixo, com 74 (+2), isolado no 12.º posto, e Guilherme Oliva (Clube de Golfe do Montado) é 13.º, com 75.

No sexteto de jogadores que fizeram 76 (+4), nos 14.ºs, está o finalista vencido de 2019, o açoriano Ricardo Garcia (Clube de Golfe da Ilha Terceira), bem como Alberto Costa Marques, o presidente da FPG, Miguel Franco de Sousa (Quinta do Peru), Afonso da Costa Rodrigues (Miramar), Francisco Silva (Montado) e David Rocha Martins (Vilamoura).

No final da segunda volta, domingo, os 32 primeiros apuram-se para a fase de match play (por eliminatórias), ou seja, para os 16 avos-de-final. Esta fase será jogada em três dias, com duplos encontros na segunda a terça-feira e a final a 36 buracos na quarta-feira. O ‘cut’ está provisoriamente fixado em 79 (+7).

Em senhoras, Leonor Medeiros e Sofia Sá foram as únicas que não perderam para o Par nesta jornada inaugural. Ana da Costa Rodrigues (Miramar) é 3.ª, com 78 (+6), seguida da campeã nacional sub-18 Ivete Rodrigues (Verdegolf), com 81 (+9) e de Teresa Alves (Oporto), com 82 (+10).

No final da segunda volta as oito primeiras seguem em frente para o match play, estando ainda dentro do cut provisório Luciana Reis (83) e Constança Mendonça (84), ambas do Clube Orizonte, e a madeirense Amelie Abreu (84), do CG Santo da Serra.

 

Gabinete de Imprensa da Federação Portuguesa de Golfe

Miraflores, 3 de outubro de 2020

Fotografia © Filipe Guerra / GolfTattoo / Federação Portuguesa de Golfe